Edição 01/2017

Design e economia criativa:

caminhos para a criatividade brasileira

Versão para leitura em kindles, tablets e celulares

Editorial

2017, um ano especial. A Revista iDeia Design completa 5 anos. Parece que foi ontem: uma ideia – um ideal – um projeto, muito trabalho e a primeira edição da revista estava pronta, ganhando o mundo. 

Além do tempo de existência, este é um ano especial porque inovamos completamente na forma de nos relacionarmos com nossos leitores. Em 2017 optamos por desmaterializar a revista e torná-la completamente virtual. Dessa forma, ampliamos nosso alcance; ganhamos flexibilidade na inserção de novas matérias, além de maior interação com você, nosso leitor!

Enfim, uma revista mais ágil e completa. A proposta é que ela se torne um portal de notícias e informações segmentadas, com conteúdos extremamente bem elaborados. O layout  também está mais dinâmico, com uma usabilidade impecável. 

Nesta primeira edição nosso tema central é “Design e economia criativa: caminhos para a criatividade brasileira”. Buscamos dados inovadores e bem interessantes, apresentados através de  entrevistas, matérias e artigos.

E, para que você esteja sempre bem informado sobre todas as nossas novidades, cadastre-se aqui, no “fale conosco”.

Boa leitura!
Camilo Belchior

Editor
Camilo Belchior

Jornalista responsável Cilene Imperizieri 5236/MG

Jornalistas
Ana Cláudia Ulhôa Pâmilla Vilas Boas

Projeto gráfico e coordenação gráfica Cláudio Valentin

Colaboradores
Calebe Bezerra
Ligia Goldenstein
Centro Brasil Design

Não peça a opinião de um designer

Artigo por: Calebe Bezerra – www.calebedesign.com.br

Certa vez, em uma entrevista de emprego, disse ao meu ex-futuro-chefe que “não queria pensar se é amarelo ou vermelho, queria pensar nas maneiras de resolver o problema”. Mais tarde, ele me contaria que aquela foi a razão pela qual resolveu me contratar. Até hoje sou grato por ter me dado a oportunidade pensar mais no “o que” do que no “como”.

Ler matéria completa

Design no Centro

Artigo por: Centro Brasil Design – www.cbd.org.br

Pessoas têm necessidades. Necessidades podem se tornar problemas. Problemas precisam de soluções. O design é uma ferramenta poderosa para o desenvolvimento de produtos e serviços competitivos, focados nas necessidades dos usuários. Ler matéria completa

Design como estratégia de inovação

Artigo por: Lidia Goldenstein

Dos diferentes setores que compõem o setor da Economia Criativa, o design é, talvez, um dos mais abrangentes, pois perpassa todos, inclusive os não incluídos no conceito de Economia Criativa.

Ler matéria completa

A automação do futuro:

residências inteligentes

Imagine viver em uma casa que reconhece o rosto do dono, conversa sobre as principais notícias do dia e dá sugestões dos melhores filmes em cartaz. Ela ainda abre as portas e acende as luzes automaticamente, sabe o canal de televisão favorito, lembra-se de completar a lista de compras do mês e até faz encomendas sozinha pela internet por comando de voz.

Ler matéria completa

Olho vivo

Salas interativas de linguagem, raciocínio lógico, ciências, corredores, parque e um pequeno teatro são alguns dos espaços que compõe a Escolinha Future, inaugurada em fevereiro deste ano em Belo Horizonte/MG. Além das referências pedagógicas, brinquedos e outros materiais, as câmeras de monitoramento também acompanham o dia a dia na escola bilíngue para crianças de 0 a 5 anos.

Ler matéria completa

Cidades Inteligentes: um futuro necessário

Entrevista com Joan Clos subsecretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU)

O Brasil acaba de passar por um processo de votação que renovou os governos municipais das 5.565 cidades do país. Com uma população urbana que representa cerca de 80% do total de pessoas que vivem aqui, os novos prefeitos e vereadores devem repensar o modelo de município que querem construir.

Ler matéria completa

Conexões, inovação e cultura

Avenidas padronizadas que ligam a cidade, ruas sem transeuntes, tudo em tom cinza e pastel. Podemos até imaginar que as cidades do futuro serão robóticas, frias, impessoais, sem vida, sem diálogos e sem criatividade. Mesmo que esse imaginário venha povoando a história da humanidade em filmes, seriados, livros etc, uma outra projeção de futuro também se faz possível.

Ler matéria completa

Um novo mercado para projetos

O mercado de startups em Minas Gerais tem crescido em ritmo acelerado nos últimos anos. Segundo a Associação Brasileira de Startups (ABStartups), o estado já é o segundo em número de empresas nesse segmento, ficando atrás apenas de São Paulo. Percebendo o potencial do setor, a Óbvio: Escritório de Arquitetura começou a se especializar em projetos de ambientes de trabalho para esse tipo de negócio.

Ler matéria completa

Somos todos designers

Assim como conseguimos diferenciar uma música angolana de uma finlandesa ou brasileira, é possível distinguir o design italiano do francês ou inglês. Isso é intrínseco ao produto, ao histórico da pessoa que o criou, do momento, estética da época, materiais disponíveis, modo de vida, necessidades estéticas…

Ler matéria completa

A luz por demanda

Em um futuro não muito distante, o interruptor de parede estará extinto. A iluminação residencial não vai mais precisar de acionamento físico, nem digital. A luz estará automaticamente onde precisar. Nas residências, estarão conectadas à internet, aos aplicativos e aos eletrodomésticos. Nas ruas, a sensores de presença e a redes de dados demográficos.

Ler matéria completa

Uma profissão de futuro

Entrevista com Lala Deheinzelin

Futurista, pioneira em economia criativa e colaborativa, Lala Deheinzelin criou e coordena o movimento internacional “Crie Futuros” com visões e métodos para criação de futuros desejáveis que integram economia criativa, desenvolvimento, sustentabilidade e inovação.

Ler matéria completa

Diálogos públicos

Caminhando pela cidade vemos uma infinidade de coisas escritas nos muros. Mesmo quando não conseguimos compreender exatamente sobre o que se trata, percebemos que esses signos geram sentidos. As possibilidades de escritas são infinitas e com diferentes dimensões estéticas, como o grafite, desenhos, colagens de lambe-lambe e o projeto Mural Templuz que, a partir da plotagem de grandes imagens em um imenso mural, comunica e troca sentidos com os transeuntes.

Ler matéria completa

O poder de transformar ambientes

A criação de um projeto de decoração envolve várias etapas e deve sempre ser realizada com foco em sua totalidade. Desde a parte de levantamento dos objetivos do cliente, para entender aquilo que ele deseja, até o planejamento, orçamento e, finalmente, a execução.

Ler matéria completa

Pin It on Pinterest

Share This